Um delicioso roteiro em paris para explorar a pé um pouco da cidade com vinho, queijo, historia, romantismo e descanso.

Nessa última grande viagem passamos outra vez por Paris, por quê? Por que não?

E resolvi compartilhar com vocês um pequeno roteiro que fizemos com o lindo cenário urbano e primaveril de Paris e toda a sua atmosfera romântica.

Pensei em compartilhar pois achei ele bem versátil ! Se você tiver pouco tempo na cidade, dá para curtir o clima e a atmosfera ou ser um um roteiro para você ter como ponto de partida.

 

Roteiro em Paris: o começo

Primeiramente: o roteiro foi feito todo a pé, para apreciarmos a cidade. Ok?

Acredito que foram mais ou menos umas três horas do começo ao fim , contando as pausas. Começamos na saída do metrô Bastille, que fica na Place de la Bastille.

 

 

Claro que aproveitei para fazer um pequeno ensaio com os sogros, eles foram modelos sensacionais.

 

Bastille

 

Não restou muita coisa da Bastilha, mas na praça tem um marco para relembrar o local e sua historia.

Somente uns dias depois é que vimos os alicerces dentro da estação do metro.

Da Bastille partimos para Sainte Chapele seguindo a margem do Senna (seja esse ou qualquer outro  percurso que você vá fazer em Paris, faça pelo Senna, sempre valerá a pena). 

Seguindo por esse caminho passamos pela Catedral de Notre-dame.
Viemos por trás dela vendo o parque que fica no fundo e passando por uma de suas laterais.

Essa rua é repleta de lojinhas e restaurantes turísticos, pode ser um bom ponto para comprar pequenas lembrancinhas.

Só se lembre que regiões com muitos turistas as vezes fazem algumas lojas e restaurantes inflacionarem seus preços.

Como da outra vez que estivemos em Paris fizemos fotos e conhecemos a catedral não ficamos muito tempo por ali, só aquele tempo de fazer uma foto e dar uma curtida.

 

Notredame

 

Continuamos a caminhar pela ilha para chegar na Capela Sainte Chapelle.

A sua entrada fica algumas ruas depois da Notre-Dame. Para quem não conhece é fácil passar direto pois ela é uma capela dentro de um prédio basicamente.

Se você andar pelas ruas esperando achar uma capela grandiosa ou uma igreja não vai achar.

A entrada é paga e se paga no mesmo guichê de entrada.

Sainte Chapelle

Se você gosta de historia e arquitetura vale muito a visita.

Ela foi construída pelo Rei da França Louis IX em 1246. Fazia parte do palácio real e por isso ela não tem uma entrada “para a rua”, ela é um pouco do que restou do palácio ao seu entorno.

O objetivo da capela era guardar as relíquias sagradas que o Rei Louis IX colecionava! Como a coroa de espinhos de Cristo e um pedaço da santa cruz.

Os vitrais da capela são incríveis, riquíssimos de detalhes, dá para ficar horas ali olhando cada um deles, as colunas finas dão uma elegância para toda a arquitetura gótica da capela.

IMG_7028

IMG_7031 Sainte Chapelle
Estátua de Louis IX na capela inferior

 

Depois da capela fizemos uma pausa na beira do Senna ali mesmo na ilha. No parque público Du Vert-Galant, fica na ponta da ilha, é bem pequeno mas muito agradável. A nossa diversão era acenar para as pessoas nos barcos e ver quem respondia! Fizemos uma pausa- quase um cochilo.

 

IMG_7086 IMG_7084

 

Alguém tinha um violão que passava de mão em mão, depois de ouvirmos algumas músicas nos levantamos e decidimos ir para a Torre (você sabe de que torre estou falando) a pé, e claro, fomos margeando o Senna.

 

IMG_7019
Margens do Senna

 

No entanto uma virada no tempo primaveril e consequentemente fez a gente mudar um pouco os planos. Assim fomos obrigados a parar um pouco.

Paramos em um charmoso restaurante as margens do rio– ai que triste ter que parar para tomar um vinho e apreciar uma tábua de queijos!

 

Dica de restaurante

Paramos no restaurante La Frégate, atendimento ótimo e preços justos para um local bem turístico.

Continuando

Depois das taças de vinho, quero dizer, da chuva, continuamos o passeio com destino final a torre. No caminho resolvi cortar por dentro e deixamos as margens do Senna, logo recebemos um lindo presente: achamos uma rua que dava uma vista lida para a torre.

IMG_7132 Torre Eifel

 

Finalmente chegamos na torre pelo Campo de Marte. No entanto, estava uma bagunça! Pois tinha uma obra gigante nos jardins o que não impediu de fazer uma foto da torre, bom, quase não impediu.

 

torre eifel

 

Não tinha muito recuo para fotografar e eu queria cortar as grade e tapumes. Foi um pouco difícil, mas consegui! Subimos pelo “labirinto” de obras até o Trocadero, apreciamos a vista e então voltamos para o hotel.

Torre Eifel

 

Para quem quiser fazer um roteiro em paris um pouco flanner esse pode ser um começo.

Ok, eu sei que um flanner não tem um caminho certo, que- acima de tudo- adora se perder e encontrar caminhos e coisas novas, mas sempre é preciso de um ponto de partida.

 

 

E vocês? Já conhecem Paris? Que sugestões vocês tem para compartilhar? Deixem aqui nos comentários.

Ah e se não virem, tem um post sobre a primeira vez que vi a Torre!

Share This:


1 comentário

Conheça Provins uma linda cidade medieval a poucas horas de Paris · 3 de agosto de 2018 às 12:42

[…] Se quiser uma sugestão de roteiro em Paris, clique aqui! […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *